Margem consignável: Saiba o que é e como calcular

Margem consignável

Aprenda o que é margem consignável e como calculá-la de forma prática utilizando apenas uma calculadora simples!

Você sabia que a margem consignável é considerada um indicador pelas financeiras, para realizar a liberação de um determinado valor de crédito para você? Além disso, a margem vale apenas para as modalidades de crédito do consignado (empréstimo e cartão).

Pensando nisso, preparamos esse conteúdo para que você possa conferir o universo que cerca a margem consignável e desta maneira evitar possíveis dores de cabeça no momento da contratação da sua linha de crédito.

Como obter uma linha de crédito?

Obter uma linha de crédito para você utilizar como quiser, pode parecer complicado por todos os detalhes que cercam as modalidades financeiras. Entretanto, basta conhecer determinadas definições que tudo fica mais fácil, por exemplo, tudo que se refere a o universo da margem consignável.

O que é margem consignável? 

Antes de entender o que é a margem consignável, é fundamental que você compreenda o que significa empréstimo consignado e por esse motivo, trouxemos a definição.

O crédito consignado trata-se de uma condição financeira na qual o valor contratado é descontado mensalmente da sua folha de pagamento ou benefício.

Vale lembrar que esse empréstimo é uma das modalidades que possuem a taxa de juros mais acessíveis do mercado, quando comparadas com as demais linhas de crédito.

A margem consignável é o valor máximo que o contratante do consignado pode comprometer de sua renda mensal  com as parcelas do empréstimo ou com as despesas do cartão de crédito consignado. Em outras palavras, a margem consignável é o limite máximo do seu crédito.

A margem consignável interfere no valor do crédito?

Certamente sim. O valor concedido a você sobre o crédito é influenciado  diretamente pela margem consignável. 

E isso acontece por que? 

A margem consignável influencia diretamente a contratação do crédito, pois o valor máximo de pagamento deve se adequar com a renda do contratante.

Destacando que o valor máximo que é permitido comprometer de sua renda com as linhas de crédito é normalmente até 30%. Contudo, se você utilizar o cartão de crédito consignando, a sua margem aumenta para 35%.

E caso, você utilizar toda a sua margem, você passa a ser considerado uma pessoa com sem margem ou com negativada e ambos os casos, não será possível liberar outra linha de crédito até que regularize as dívidas pendentes.

O que está previsto em lei sobre o limite da margem consignável? 

Para reforçar, de acordo com a lei n° 10.820 do dia 17 de Dezembro de 2003, aponta que a soma dos valores dos empréstimos não podem ultrapassar o limite de 30% da renda do contratante e se caso, você possuir o empréstimo e o cartão de crédito consignado esse valor é de no máximo 35%.  

Aprenda a calcular a sua margem consignável! Confira o procedimento.

A sua margem consignável corresponde normalmente a 30% de sua renda líquida, ou seja, valor que o seu crédito pode comprometer de sua renda. É com base neste valor que você irá aprender a calcular o valor real de sua margem.

Procedimento do cálculo:

  • Multiplique em uma calculadora: 0,30 pelo valor de sua renda líquida (Salário líquido) – arte para demonstrar esse valor

Por exemplo: O seu salário líquido é de R$ 1500 (hipótese de valor).

Com uma calculadora em mãos, multiplique 0,30 por 1500 = 450

O resultado corresponde ao valor que pode ser comprometido em uma parcela de crédito.

Lembrando, se você ficar com alguma dúvida sobre o cálculo, procure um de nossos especialistas, ok? 

3 dicas essenciais para que você possa contratar um empréstimo consignado de maneira segura. Veja abaixo. 

Separamos 3 dicas essenciais para que você possa contratar o seu empréstimo consignado de maneira segura. Confira. 

1. Planeje o seu orçamento 

Realize o planejamento do seu orçamento para organizar e controlar de maneira mais eficiente a sua renda mensalmente. 

Além disso, é necessário destacar que mesmo que o limite para a obtenção da condição de crédito seja de 30%, isso não quer dizer que é preciso usufruir o valor integral da sua margem. Você também pode optar por um crédito com valores de taxas menores.

2. Entenda sobre a contratação do empréstimo

Invista na leitura do contrato sobre o qual a financeira está lhe propondo e para que você não fique com dúvidas sobre os termos técnicos abordados no documento. Recomendamos que invista na sua educação financeira. 

Leia artigos, blog post e reportagens sobre o mercado, acompanhando o nosso blog ou os conteúdos nas nossas redes sociais.

Vale considerar que você também pode contar com o canal do SEBRAE no Youtube, onde aborda diversos conceitos por meio de vídeos interativos e curtos sobre o universo financeiro. 

3. Pesquise sobre a financeira 

O ideal é que antes de realizar qualquer tipo de contratação de produto/serviço, principalmente na área financeira é que você faça uma pesquisa sobre a empresa nos sites: Reclame Aqui, Google Meu Negócio e nas redes sociais para analisar os feedbacks de clientes.

Ou seja, é possível analisar o nível de transparência e ética da empresa a qual pretende realizar negociações.

Em resumo, tão importante quanto saber o conceito da margem consignável é saber calcula -lá e como utiliza-la. Em outras palavras, é essencial que você tenha cuidado quando foi contratar uma linha de crédito e no valor que será direcionado para comprometer na sua renda, para que desta maneira, não realize contas ao longo prazo que não poderá pagar.

Ficou com alguma dúvida? Fale com o nosso time de especialistas e continue acompanhando os nossos artigos!  

Quer saber mais?

Então siga a gente nas redes sociais para ter acessos a mais conteúdos exclusivos!

Instagram: instagram.com/isocred.campinas/
Facebook: facebook.com/IsoCred-Campinas-105267991546542

Confira também os nossos produtos:

https://isocredcampinas.com.br/

Mande suas críticas, elogios e sugestões para campinas@isocred.com.br

No comments
Deixe um comentário